esenptitderu

Um creme anti-poluição? Quero-o já!

Todos ás dias escutamos na tv, na rádio e na rua as palavras “poluição” e “contaminação”. Desde há muitas décadas estudam-se as suas consequências para a saúde e são muitos os estudos que demostram os seus efeitos negativos nas vias respiratórias.

Além das vias respiratórias, nos últimos anos, provou-se que a nossa pele também pode ficar gravemente afetada, pois é o órgão mais amplo do nosso corpo e a sua função principal (função barreira) é a de proteger-nos.

Como identificar os efeitos da poluição na pele? A curto prazo traduzem-se numa vermelhidão e irritação das membranas e mucosas e, a longo prazo, levam a um envelhecimento prematuro, degradação do colagénio (elastosis) e possível aparecimento de melanomas. Além das manchas, as rugas de uma pele afetada pela contaminação são mais profundas.

Tudo isto deve-se a que muitas vezes a nossa pele “respire” tudo menos ar puro. Em ambientes urbanos, a pele pode ser afetada pelos metais pesados e industriais das fábricas, o óxido de nitrogénio dos carros, monóxido de carbono do tabaco etc. A contaminação por partículas é especialmente importante já que muitas partículas comportam-se sinérgicamente aumentando os efeitos tóxicos de outros contaminantes. Os metais pesados são motivo de preocupação já que têm tendência à acumulação no organismo. Existem diminutas partículas sólidas que podem ser fáceis de assimilar, como as bactérias, fungos ou esporos e as que são difíceis de assimilar, como os compostos orgânicos e os metais pesados (chumbo, manganês ou níquel entre outros). Os níveis destes elementos no ar variam muito dependendo da zona geográfica.

“Os tempos mudaram e nós laboratórios tivemos que nos adaptar rapidamente para dar soluções frente a esta nova problemática.  Se à radiação solar se soma a contaminação assistiremos ao envelhecimento prematuro da pele. À preocupação com a proteção solar soma-se a necessidade de proteger a pele da poluição”, explica Susanna Roca, formuladora em Bella Aurora Labs.

“Como laboratórios deve ser nossa preocupação criar produtos cosméticos que combatam os efeitos nocivos dos contaminantes ambientais. As ações básicas que devemos proporcionar com as nossas fórmulas são: bloquear os metais pesados para evitar que possam interacionar com os sistemas biológicos, proteger e estabilizar as membranas celulares para evitar a destruição de células pela ação dos metais pesados e, por último, uma ação antioxidante frente à geração de radicais livres”, determina a formuladora.

Bella Día

 

 

Os laboratórios de Bella Aurora criaram produtos cosméticos com um ativo que é capaz de alcançar as três ações básicas combinando diversos compostos de origem vegetal: cereais como o trigo e a cevada que contém princípios ativos capazes de sequestrar os metais pesados; frutas como a maçã, pêssego e laranja cujos polissacáridos protegem as membranas celulares frente à agressão dos agentes externos e o ginseng com uma ação antioxidante potente devido à sua capacidade de bloquear os radicais livres.

 

Descobre bella: o teu creme anti-poluição